Os preços do leite pago ao produtor registraram mais um mês de valorização, o terceiro consecutivo. Na média dos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria, o aumento foi de 4,8% no pagamento realizado em agosto, frente ao pagamento anterior.

Os fatores de alta foram os mesmo que fizeram o preço do leite ao produtor subir nos dois últimos pagamento: a maior concorrência pela matéria-prima (leite cru), os estoques mais enxutos nas indústrias e a melhoria nas vendas na ponta final da cadeia.

 

Para o pagamento a ser realizado em setembro/20, referente a produção entregue em agosto/20, a expectativa é de alta nos preços do leite ao produtor em 83,0% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria, enquanto 15,0% das indústrias falam em manutenção dos preços do leite e os 2,0% restantes estimam em queda.

Compartilhe:
Cadastre-se para receber novidades